FOLLOW US ON SOCIAL

17
maio
2022

7ª Sessão Ordinária: 13/04/2021

 ATA da 7ª SESSÃO ORDINÁRIA, do 1º Período Legislativo, da 18ª Legislatura da Câmara Municipal de Camapuã, Estado de Mato Grosso do Sul, realizada com início, às 19 horas, do dia 13 de abril de 2.021, em sua sede própria à Rua Campo Grande, 353, Camapuã-MS; presentes os Senhores Vereadores: Ver. Lellis Ferreira da Silva Presidente; Ver. Ronnie Sandro, 1º Vice-Presidente; Dr. José Dias, 2º Vice-Presidente; Ver. Pedrinho Cabeleireiro, 1° Secretário; Ver. Hélio Policial, 2º Secretário; Ver. Ademar Laurindo; Ver. Jerson Junior; Ver. Prof. Jean; Ver. Marquinho Moreira. Comprovado o número legal de Vereadores para a abertura dos trabalhos, o Vereador Lellis Ferreira da Silva, Presidente da Câmara Municipal de Vereadores de Camapuã-MS, invocando a proteção de Deus e, em nome da liberdade e da democracia, declarou aberta a presente Sessão. Em seguida, o Presidente colocou em discussão a Ata da 6ª Sessão Ordinária, do 1º Período Legislativo, da 18ª Legislatura, do dia 06 de abril de 2.021. Logo após, o Presidente colocou em votação a referida Ata, a qual foi aprovada por unanimidade. 1º Secretário – Ver. Pedrinho Cabeleireiro – [1]Correspondências Recebidas (Resumo) – Projeto de Lei nº 020, de 12 de abril de 2021; Projeto de Lei nº 019, de 12 de abril de 2021; Ofício nº 042/2021 de autoria do Prefeito Municipal Manoel Nery; Ofício nº 190/2021 de autoria do Sr. Jean Carlos da Silva, Secretário de Administração, Finanças e Planejamento; Ofício nº 917/2021 de autoria da Sra. Maria Cecília Amêndola da Mota, Secretária de Educação do Estado de Mato Grosso do Sul; Ofício nº 001/2021 de autoria dos vereadores: Hélio Policial e Pedrinho Cabeleireiro. Correspondências Expedidas (Resumo) – Ofício nº 167/2021 de autoria do Vereador Lellis Ferreira da Silva. Correspondências Recebidas e Expedias (na íntegra) –  OFÍCIO N° 042/2021, Excelentíssimo Senhor dirijo-me a Vossa Excelência para solicitar a retirada do Projeto de Lei n° 018/2021, protocolado na data de 30 de março de 2021, sob o n° 094/2021, tendo em vista a necessidade de alteração e analise em alguns pontos nele apresentado anteriormente ao enviar o presente expediente. Aproveito para renovar a expressão de mais alto estima e apreço. Manoel Eugênio Nery, Prefeito Municipal de Camapuã-MS; OFÍCIO N° 190/2021. Senhor Presidente. Estamos convidando Vossa Excelência e os demais vereadores para participar da audiência pública em atendimento ao que dispõe a Lei Complementar N° 101/2000 – LRF, que será realizada no próximo dia 13 de abril do corrente ano, às 15h, em seu Facebook Oficial, para elaboração da LDO (Lei das Diretrizes Orçamentárias) para exercícios de 2022. Justificativa para Apresentação virtual: condicionar a proteção da coletividade e da saúde pública, considerando as disposições da União, do Estado de Mato Grosso do Sul e do Município de Camapuã sobre as medidas a serem adotadas para enfrentamento da COVID-19, em especial a restrição de AGLOMERAÇÃO de pessoas. Aproveitamos da oportunidade para renovarmos a V. Ex° nossos protestos de elevada estima e distinta consideração. Jean Carlos da Silva, Secretário Municipal de Administração, Finanças e planejamento. OFÍCIO n. 917/202-DGIAPE/GAB/SED/2021, Senhor Presidente, Noticia-se o recebimento do Ofício CMV n. 051/2021, de 3 de março de 2021, protocolizado sob o n. 29/019.334/2021, mediante o qual se encaminha as Indicações n. 05 e 06/2021, apresentadas pelo vereador Prof. Jean, que solicita construção de passarela coberta e manutenção do telhado da Escola Estadual Camilo Bonfim, localizada no município de Camapuã/MS. Informa-se que a equipe técnica da Coordenadoria de Infraestrutura (COINF/DGIAPE/SED) realizará, oportunamente, vistoria técnica para que se verifiquem os serviços necessários, sendo que a execução estará condicionada à disponibilidade orçamentária e financeira. Esta Secretaria coloca à disposição a Coordenadoria de infraestrutura para informações adicionais, se necessário, por meio do telefone (67)3318-2217. Atenciosamente, MARIA CECILIA AMENDOLA DA MOTA, Secretária de Estado de Educação. OFÍCIO GVPJ N° 001/2021, ao Exmo. Lellis Ferreira da Silva, Presidente da Câmara de Vereadores de Camapuã-MS, Assunto: Indicação líder do partido (faz). Senhor Presidente. Em consonância com Ar.t 104 do Regimento Interno desta Casa de Leis, indicamos o Vereador Hélio Policial como líder do DEMOCRATAS. Sendo o que temos para o momento, elevamos votos de estima e consideração. Vereador Pedrinho Cabeleireiro, DEM, Vereador Hélio Policial, DEM. Correspondências Expedidas: OFÍCIO N° 167/2021, Ilmo. Senhor Leandro Diaz Rodrigues, Presidente do SPROMIC, Camapuã-MS, Prezado Senhor. Mediante o presente, solicitamos a Vossa Senhoria, que informe, com urgência, quais providências foram tomadas pelo nosocômio em relação ao atendimento de pacientes que testaram positivo para o Covid-19. Como o Município celebrou parceria com a Sociedade de Proteção à Maternidade e à Infância de Camapuã/MS, por meio de convenio aprovado por unanimidade por esta Casa de Leis, é de suma importância que dê conhecimento de quais procedimentos foram realizados no auxílios aos pacientes: quais profissionais foram contratados; se houve contratação de empresa prestadora de serviço nesta área de atendimento; se houve aquisição de equipamentos e utensílios; se houve treinamento e capacitação dos profissionais já atuante no hospital e demais esclarecimentos pertinentes. Tais informações são necessárias em virtude do número crescente de vítimas fatais em nossa cidade e dos diversos questionamentos por parte da população, principalmente dos familiares das vítimas. Na expectativa do vosso pronto atendimento, reiteramos votos de consideração. Vereador Lellis Ferreira da Silva. Presidente – Ver. Lellis Ferreira da Silva – PROJETO DE LEI N° 019 e o PROJETO DE LEI N° 20/2021, foram encaminhados para análise e elaboração de parecer jurídico logo em seguida serão encaminhados as Comissões Legislativas, foi solicitado para o Exmo. Prefeito Municipal Manoel Eugênio Nery, a retirada do PROJETO DE LEI N° 18/2021, protocolado nesta Casa de Leis no dia 30 de março de 2021, pedido esse deferido por esta mesa. Exmo. Ver. Pedrinho e, Exmo. Hélio Policial, eles informaram que o líder do Democrata será Excelentíssimo Vereador Hélio Policial, a partir de agora As demais Correspondências recebidas e expedidas estão à disposição dos senhores vereadores na secretária dessa Casa. Encerrado a leitura das correspondências recebidas e expedidas, PEQUENO EXPEDIENTE. Ver. Dr. José Dias – Exmo. Sr. Presidente. Exmo. Sr. Primeiro Secretário Pedrinho Cabeleireiro, nobres pares, companheiros e público que nos assistem pela mídia, primeiramente, eu quero pedir um minuto de silencio em face da morte, que acredito que Camapuã já chegue em cerca de vinte e cinco (25) pessoas exterminadas pelo Covid-19, eu como vítima já tive duas vezes, mas estou salvo, um minuto de silencio a essas famílias que estão chorando seus entes queridos. Senhores estou entrando com uma solicitação ao senhor secretário de saúde do município, que cochilou na hora de fazer o repasse da gratificação já estabelecida pelo governo federal através do ministério da saúde, que é uma gratificação, faça seu trabalho antes desse surto da pandemia já ceifou cerca de cinco, de vinte e cinco (25) pessoas em Camapuã e mais aqueles que estão intubados. A gente não sabe, mas deve ter mais, por que quem tem sua residência em Campo Grande-MS. isto é, mora aqui mas tem residência as vezes nem fica sabendo, que ele está em situação grave. Como, Como eu disse essa gratificação foi regulamentada pelo Decreto Lei n°  4.633 de 2020, e possui vigência enquanto essa pedra, essa pandemia estiver graçando nesse município, hoje, cerca que apareceu por semana, suspeito mais de vinte (20), diagnosticado chega dez (10) por semana, a pandemia conforme publicação no diário oficial do dia 25/09/2020, porem os profissionais estão atuando no enfrentamento do Covid-19, desde janeiro de 2021, não está recebendo eu acho que o nosso secretario deu uma cochilada e esqueceu. Agora o que eu queria dizer, nunca na minha vida de médico, de profissional da saúde, vi pessoas gostar de pessoas pagar o profissional, nunca gosta de pagar, este dinheiro nem é da prefeitura, este dinheiro veio do ministério da saúde, frente à crise pandêmica pela Corona Vírus, os agentes de saúde precisam monitorar os pacientes com sintomas ou que testaram positivo para Covid-19. Inclusive, aos sábados, domingos e feriados, sendo total atividades realizados fora de seu horário de trabalho, hora não está no contexto o trabalho dele, mas ele tem que trabalhar, mas é assim na saúde, quem não é da saúde não entende, mas é desse jeito que ocorre, quando é da saúde faz de conta, ninguém enfrenta a saúde, aliás, como militar eu sei que saúde não foi prioridade dos militares, e que, na época a filosofia era o seguinte, gasta-se muito na saúde e se trai-se pouco mas não pensa, o interessante é a pessoa saudável trabalhando e não doente. Eu mesmo senhores já fui vítima duas vezes do Covid-19, a primeira vez quase que eu bati a caçoleta, tive com o pé na cova, mas salvei, mas quantos não se salvaram, e os agentes que estão lá visitando, estão monitorando, estão evidenciando as pessoas doentes, procurando auxiliar. Nada isso aí é uma gratificação, nem é pagamento, hora gratificação dá-se pelo trabalho da pessoa. Meu muito obrigado. Ver. Marquinho Moreira – Senhor Presidente Lellis, Primeiro Secretário, nobres pares, funcionários da casa, seguidores das redes sociais, meu boa noite. Hoje entrei com uma indicação para o diretor da Agesul, com cópia ao Deputado Felipe Orro, para fazer um empréstimo de maquinários para a realização das nossas estradas rurais, como este período de chuva acabou com nossas estradas e, estão dizendo que nós estamos sem maquinários na prefeitura, de fato a gente vê que é verdade, então, a gente entrou com esta indicação para Felipe Orro e para nosso diretor da Agesul, estas foram minhas palavras no Pequeno Expediente. Voltarei no Grande Expediente, pra fazer as Justificativas, é gostaria também de prestar aqui minhas condolências há uma pessoa, mãe do nosso amigo, de partido, é companheiro de partido Luciran, a gente ficou sabendo da notícia, então, estão aqui minhas condolências. Foram essas minhas palavras no pequeno expediente senhor presidente, e aí estarei voltando no grande expediente para fazer a justificativa. Ver. Hélio Policial – Senhor Presidente Lellis Ferreira da Silva, Primeiro Secretário Pedro Dias Pereira, nobres pares, servidores desta Casa de Leis, povo de Camapuã-MS que nos assistem pelas redes sociais. Ficam aqui os nossos cumprimentos de boa noite a todos. Pedro Dias Pereira, nobre colega, a gente apresentou uma indicação sobre uma construção de uma ponte ali na Rua Campo Grande, e parece que teve um, e até legal que o colega Jean, Vereador Jean, apresentou uma similar, parecida, mas não se trata de uma ponte, eu estive conversando em particular com ele ali. Trata-se de colocação de tubos, então, na próxima sessão senhor presidente, solicito que seja colocado em pauta nossa indicação conjunta aí com o colega Pedro Dias Pereira, haja vista, que se tratam de situações diametralmente opostas, se é que poderia caber este termo aqui. Presidente – Ver. Lellis Ferreira da Silva – será feito a indicação de vossas excelências. Excelentíssimo Vereador Hélio e do Excelentíssimo Vereador Pedrinho Cabeleireiro, vai ser incluída no Dia da Ordem da próxima sessão. Ver. Hélio Policial – Muito obrigado senhor presidente, utilizando palavras pretéritas aí do nosso colega Dr. Jose, que diz que as indicações a gente apresenta e aguarda o resultado. Todavia, Dr. Jose gostaria de frisar que são ferramentas disponíveis a esses parlamentares aqui para tentar buscar um conforto melhor para nosso povo, considerando isso apresentamos três indicações conjuntas com nosso amigo aqui Pedro Dias Pereira, conhecido como Pedrinho Cabeleireiro. A primeira delas senhor presidente vai ao Prefeito Manoel Nery. A gente solicita para que o Prefeito Manoel Nery tome providencias no tocante a colocar um plantonista na farmácia base, nos finais de semana e nos feriados, considerando que a gente recebeu várias informações, de que, pessoas que recebem atendimento médico nos finais de semana recebem a sua receita e quando vai bater a porta da farmácia se encontra-se fechada. Então, algo bastante singelo pro poder público, então a gente solicita desde já, que o Prefeito Manoel Nery, juntamente com o Secretário de Saúde André Targino, tome as providencias neste sentido. Até por conta do momento que estamos vivendo. A segunda indicação senhor presidente, também enviamos a Deputada Estadual Mara Caseiro. A Deputada Mara Caseiro é solicitamos também em conjunto essa emenda pra que ela apresente um projeto de lei, para estadualizar aquela estrada, conhecida ali como estrada do “Mandioca”, que é fácil perceber a dificuldade, a extensão da via e a dificuldade do município por conta de que não há equipamentos, muito menos os recursos são bem abaixo daquilo que seriam necessários. Então, fica aqui a nossa indicação para a Deputada Mara Caseiro apresentar esse projeto de leis, junto ao governo do estado, pra que seja estadualizada esta via. A terceira e última Indicação da noite senhor presidente, é ao Prefeito Manoel Nery, considerando que nós tivemos aí esses dias aproximadamente quase dez dias de fechamento do comercio, inclusive o nobre colega Vereador Marquinho Moreira, apresentou uma solicitação para não fechar, mas esse é em razão do decreto estadual, não foi daqui do prefeito, que causou aquela situação, a gente lamenta, esses comerciantes com certeza tiveram prejuízo. E aqui fica uma indicação ao prefeito, que apresente um decreto aí dando uma opção pro comerciante abrir ou fechar no feriado do dia 21 de abril. Então essa seria solicitação nossa indicação pra que pudesse corrigir aquele dano que foi causado em razão do fechamento do decreto estadual, são essas as nossas considerações no pequeno expediente, no segundo expediente venho fazer uma explanação nova. Ótima noite. GRANDE EXPEDIENTE Ver. Marquinho MoreiraSenhor Presidente Lellis, Primeiro Secretário, nobres pares, funcionários da Casa, seguidores das redes sociais, senhor presidente no dia 26 de março de 2021, eu estive mandando um requerimento para a Sra. Silvana Cabral de Vasconcelos, chefe do departamento de fiscalização e receita tributaria pedindo informação se houve requerimento de prestação de serviços públicos para atendimentos em propriedade privada; se houve devido pagamento para tais serviços; até a data de hoje não recebi nada. Então, gostaria de pedir ao senhor que reiterasse para nós. Porque eu já fiz um requerimento e não recebi nada. Presidente – Ver. Lellis Ferreira da Silva – foi com a qual data que foi feito este Ofício Excelentíssimo Vereador, 26 de março de 2021. Então, vamos pedir para fazer esta cobrança para o Excelentíssimo Vereador. Ver. Marquinho Moreira – fico muito agradecido senhor presidente. No dia 10 de março, eu estava andando pela cidade me deparei com um caminhão carregado de cascalho da prefeitura, estava seguindo sentido saída do Paraíso, fui atrás do mesmo para ver se estava em serviço do município, e constatei senhor presidente, que este caminhão foi descarregar cascalho em uma propriedade particular, na qual seria benéfica apenas para o dono daquela propriedade, diz fotos e também vídeo para ter provas. Fiz um Ofício para o chefe de departamento de fiscalização tributária para saber se houve tal requerimento para prestação de serviço em propriedade privada, se houve tais pagamentos e até a data de hoje a gente não recebeu nada. Eu queria que o senhor reforçasse como já disse, para que o vereador tenha informação para levar esse assunto adiante. Também senhor presidente quero fazer uma crítica para o secretário André Targino, Secretário de Saúde, sobre o posto do Distrito da Pontinha do Coxo, que ele mesmo me disse que a partir do dia 01 de abril estaria com atendimento médico e odontológico duas vezes por semana, só que já tem duas semanas que nem atendimento médico não está tendo naquele posto. Então, senhor secretário eu peco que atenda aquela comunidade, que dê o mais rápido possível para ter atendimento no posto, está difícil, não está tendo atendimento médico agora, não estava tendo odontológico e agora não está tendo nem médico e nem odontológico já faz duas semanas. Então eu gostaria que voltasse o atendimento no posto da Pontinha do Coxo. Pois não nobre vereador? – Ver. Dr. Jose – nobre par a sua posição é pertinente, mas eu acho que até o secretario tem sua dívida. O que acontece é que nós não estamos tendo profissional, até o profissional que estava escalado para ir pediu demissão, hoje foi embora trabalhar na Costa Rica-MS, quer dizer, a dificuldade hoje de profissional no município está dificultando atendimento médico, nós temos que cobrar sim, onde é que já se viu não se ter médico. – Ver. Marquinho Moreira – agradecido pelas palavras Dr. Jose, é isso nós vereadores estamos aqui para fazer cobrança, cobrar e essa é nossa arma, fazer cobrança e fiscalizar. Peco ao Prefeito Manoel, é que, tome atitude corrija seu secretário porque a população não está aguentando mais esses descasos. Por isso peco que apertem seu secretário. Ver. Marquinhos Moreira – Outro ponto, Senhor Presidente, é o funcionalismo público. Eu quero deixar claro para vocês, funcionários públicos de Camapuã-MS, que este vereador não está satisfeito com o que está acontecendo, o jeito que o secretário está conduzindo, principalmente, no setor de obras e infraestrutura. Deixo Vossas Excelências cientes que este vereador não está compatível com esta situação nem com folha de pagamento e, muito menos, com o tratamento dos funcionários, principalmente, no setor de obras. Eu quero deixar, Senhor Presidente, Nobres Pares e seguidores das redes sociais, que vocês vão ver este vereador pecar por exagero, mas nunca por omissão, se sendo para fazer o bem para Camapuã-MS eu estou pronto para fazer isso, às vezes, por exagero a gente vai pecar, mas não por omissão. Foram essas as minhas palavras, Senhor Presidente. Ver. Pedrinho Cabeleireiro – De primeiro momento, Senhor Presidente, eu quero estar agradecendo a administração pública de uma cobrança antiga que a gente vem cobrando quase há cinco anos, desde o início do mandato do ex-prefeito, sobre a questão da Vila São Miguel, a questão do tapa-buraco, a questão do recapeamento. E nessa semana que se passou foi feita essa força tarefa lá, começou os trabalhos com o tapa-buracos e, hoje, já dá para andar e com certeza eu acredito que essa empresa virá estará recapeando, pois o início da obra já foi feito e imagino que terminará. Outra questão, Senhor Presidente, é sobre o Joaquim Capestana, até tive sábado com o Vereador Hélio Policial dando uma volta pela cidade. E estivemos naquela rua para ver sobre a questão, teve um patrolamento, e ver a situação que se encontrava ali e nos deparamos com as pedras, as quais já tínhamos informações. Então, a gente fica feliz por aqueles moradores, população daquele bairro ali, bairro Francisco Faustino ser agraciado, então, é igual eu sempre digo, Vereador Hélio Policial, foram quatro anos cobrando, quatro anos pegando na moleira. E está certo nós Vereadores aqui, nós empregados do povo, estarmos cobrando assim como o Vereador Marquinhos Moreira e demais vereadores e é justo. Sobre a questão, eu ouvi atentamente o Nobre Par Vereador Dr. José Dias falando sobre a questão da gratificação dos agentes de saúde, até tive cobrando, pois, a gente recebe cobrança desses funcionários e, hoje, o secretário reuniu com os agentes de saúde, um de cada unidade, e vai colocar a gratificação, Vereador Dr. José Dias, não sei se Vossa Excelência tinha conhecimento, mas vai retomar. Aproveitando, também, conversei e tive uma cobrança sobre a questão dos técnicos do Samu, aonde a gente vê que a gratificação deles não está à altura, o pessoal que faz um serviço bonito em atendimento à nossa população – e não tem hora – todo mundo sabe disso e tive uma boa resposta, onde o secretário vai estar conversando com o prefeito, tratando desse assunto e, acredito, que vai se resolver e se igualando com os motoristas daquela unidade. E a gente está atento também com aquela cobrança no distrito da Pontinha do Cocho sobre a iluminação pública e até conversei com o Paulinho, tive a audácia de entrar em contato com ele, conversar com ele, e saber qual é a dificuldade sobre a iluminação ali do Distrito da Pontinha do Cocho da qual ele me falou, Senhor Presidente, que vai estar, a gestão pública vai estar licitando, organizando, e ele de primeiro momento, a hora que o material estiver a pronto atendimento ele vai estar lá atendendo aquela população que tanto merece. Outra questão que eu também não poderia esquecer é sobre a licitação de medicamentos, pois a gente vê aí que tem falta de medicamento. O secretário organizou e está próximo de nós termos os remédios nas unidades. Presidente – Ver. Lellis Ferreira da Silva – ExcelentíssimoVereador Pedrinho Cabeleireiro, chegou para mim uma informação que, esta semana, já teve uma licitação para aquisição de medicamentos da farmácia base, ou seja, foi essa semana já, só para complementar a fala de Vossa Excelência. Ver. Pedrinho Cabeleireiro – Então, a gente espera que o nosso prefeito e os secretários trabalhem, desenvolvam pelo nosso município. Igual eu ouvi atentamente o Vereador Dr. José Dias falando sobre a questão dos médicos. A gente teve a perda de uma médica, a Ana Clara, que deixou o nosso município e foi para outro, não sei se é questão de melhoria para lá, mas hoje nós estamos carentes Vereador Hélio Policial, então, tem essa demanda, essa dificuldade, mas sobre a questão do dentista está bem colocado também. Porque o dentista não está sendo, Senhor Presidente, não está indo até o Distrito da Pontinha do Cocho também. A gente tem essa cobrança do patrimônio e  a gente está aqui para ajudar e para cobrar a gestão quando precisa. Foram essas as minhas palavras. Ver. Ronnie Sandro – Eu fiz hoje apenas uma indicação, nem usei o Pequeno Expediente porque era só uma e é cobrando o senhor prefeito, o secretário Godofredo uma rede de água pluvial, galerias de águas pluviais na rua Gláucio Pereira do Vale, ali do ESF do Bairro Alto até a saída de Paraiso das Águas-MS, na avenida, Porque a gente sabe que ali é uma rua que não para arrumada porque quando chove desse muita água e tira todo o material que põe lá, o cascalho, e os moradores que moram ali e as pessoas que passam por ali ficam sem rua, sem trafego, pois tem que ficar arrumando direto, diz que não tem nem como passar. Então, em nome daqueles moradores a gente está cobrando o senhor prefeito para que ele faça a galeria de água, de redes pluviais ali. E a gente sabe que outros prefeitos que passaram investiram bastante naquela rua, mas acabaram novamente, então, tem que fazer o serviço bem feito e tem que começar de baixo com uma rede de águas pluviais. Eu gostaria também, o Vereador Pedrinho Cabeleireiro até disse aqui, de agradecer ao prefeito municipal pelo desempenho que vem desempenhando, a gente viu que até, inclusive, publicou que já conseguiu com a nossa Ministra Tereza Cristina cinco pontes de concreto. Isso é muito bom para o nosso município, pois o prefeito está correndo atrás e trazendo melhoria para o nosso município do Governo Federal e coisas que vêm para ficar porque a ponte de concreto não é igual a de madeira, isto é, ela fica ali para sempre. E o bom que ele está colocando essas pontes, a maioria delas nas divisas de município que tem demanda que, às vezes, quando dá problema na ponte é até difícil fazer novamente, então, eu gostaria de parabenizar o senhor prefeito e o recapeamento ali, vereador, vai começar na sua vila que o senhor tanto cobrou, graças a Deus, em outros lugares também. E eu fiquei sabendo que lá no Bairro Alto ainda não começou por falta de matéria-prima, porque está faltando matéria com esse negócio da Covid-19 falta muita matéria, mas já, já, começa. Então, a gente gostaria de parabenizar pela vontade de trabalhar e fazer o melhor para Camapuã-MS, mas gostaria de fazer uma crítica neste momento também porque, às vezes, tem elogio e tem crítica também. Ali na estrada que sai do Bolicho Seco, passa pela Mandioquinha e sai lá na Monte Sinai, onde o Nobre Par Dr. José Dias tem uma área de terra, uma fazendinha, abriu lá uma cratera na estrada, uma erosão já ha mais de três anos, quatro anos, e nunca foi arrumado lá. E esse problema foi se arrastando, foi se arrastando e eu acho que o Dr. José já tem conhecimento, Nobre Vereador, que eles passavam em um proprietário, o Dr. Mendonça, e ele não vai mais deixar passar, fechou as porteiras e os moradores daquela região, daquele lugar estão ilhados. Porque o desvio que eles tinham para passar foi fechado e tem essa erosão lá. Então, o que a gente quer cobrar do senhor prefeito, secretário de infraestrutura é que tomem providências, resolva aquele problema lá, ou seja, tem que dar uma passagem, sei lá, se tem que fazer, tipo, uma ponte, uma tubulação, tipo assim. APARTE Ver. Dr. José Dias – Essa estrada, Nobre Par, é centenária. Ora, centenária quer dizer que tem mais de cem anos, infelizmente, desviaram quando o Sr. Mendonça retirou a estrada para não passar na fazenda dele e desviou. Só que cadê a manutenção? Disse muito certo, quatro anos que não transita ninguém por lá. E nessa região, senhores, tem mais de quinze mil cabeças de bovinos, estão saindo todos através da ponte do Rio Coxim para sair de Camapuã-MS. Ora, senhores, os bovinos não são do entorno do município de Camapuã-MS, mas do município de São Gabriel do Oeste-MS. É uma vergonha para o município. Ver. Ronnie Sandro – Obrigado, vereador pelo aparte. Então, é um problema que vem se arrastando por muito tempo e, na outra gestão, eu mesmo fui um dos que cobraram bastante, mas não teve êxito. A gente quer cobrar e estamos cobrando em nome dos proprietários dali que resolva aquele problema lá, pois tenho certeza que é um assunto de interesse de todos os Nobres Pares, inclusive, do Vereador Dr. José Dias que faz parte ali, também, e a gente se sensibiliza com as pessoas porque vemos a dificuldade da pessoa ficar em uma situação dessas. E parece que vão entrar judicialmente já, porque tem que ter uma saída. Então, gostaria de agradecer a todos e que Deus nos abençoe. Muito obrigado. Ver. Ademar Laurindo – Eu gostaria de fazer um agradecimento ao nosso mestre de obras, o Sr. Godofredo, porque eu fiz um pedido para ele para fazer a limpeza do nosso posto de saúde, lá do Cristo Redentor. E nós fomos muito bem atendido, ontem eles foram fazer lá, fizeram uma limpeza muito boa mesmo, ficou bom, ficou bonito que lá estava péssimo, então, só quero fazer um agradecimento a ele porque nós fomos atendido. E eu quero fazer um pedido também para o nosso presidente para que ele visse com o pessoal da saúde, pois nós estamos colocando uma geladeira solidária. E eu queria que, também,  eles fizessem parte para que a gente a instalasse para funcionar, funcionar, eu tenho certeza que vai funcionar muito bem, pois é um exemplo que eu trouxe de Campo Grande-MS e eu queria que Vossa Excelência fizesse uma cobrança para ele que, sábado, nós queremos instalar essa geladeira lá na farmácia do Silmar, que ele deu tudo certinho para nós lá, já mandei fazer a parte elétrica tudo, mandei fazer um banner com o que pode pôr e o que não pode pôr na geladeira. E eu gostaria de fazer um pedido também a Vossas Excelências, Nobres Colegas, que participassem junto, que não sou eu que estou fazendo, mas isso aí a gente está fazendo para a sociedade, fazendo uma coisa boa que eu tenho certeza que vai funcionar. E se Vossas Excelências tiverem de acordo, vamos juntos, trabalhar juntos para que melhore o nosso município, o pessoal que merece, que precisa, então, eu quero que Vossas Excelências fazendo um pedido se quiserem participar comigo. E sábado nós vamos instalar ela. E eu queria falar para o presidente que cobrasse a Saúde para que participe junto conosco para que, depois de instalada, talvez, venha dar problema, então, nós gostaríamos que estivessem todos juntos. Presidente – Ver. Lellis Ferreira da Silva – Nós vamos fazer a cobrança, Excelentíssimo Vereador Ademar Laurindo, para que a Saúde possa estar atendendo ao pedido de Vossa Excelência. Ver. Hélio Policial – Senhor Presidente, gostaria de não me ter como um comportamento contraditório quanto à fala de alguns colegas, todavia, gostaria de dizer que algumas situações são inexequíveis, o decurso de tempo não permite. Então, gostaria de pedir uma certa cautela a esta Casa de Leis. Vamos deixar o prefeito trabalhar um pouquinho. A gente sabe que muita coisa está sendo feita e, hoje, inclusive, recebi uma relação de serviços que estão sendo feitos, principalmente na saúde, o Nobre Vereador [2]Pedro Dias Pereira já comentou aqui sobre algumas situações, o Vereador Dr. José Dias também pediu aparte ali, já falou. E aquela situação já foi alinhada com os agentes comunitários, serão duzentos reais de bonificação para eles, Vereador Dr. José Dias, então, o secretário deu uma atrasada por conta do prazo e o senhor sabe se tiver muito serviço para o senhor fazer, ou para qualquer um de nós, vamos necessitar de um tempo, todavia, a solicitação do colega merece uma certa cautela. APARTEVer. Dr. José – Eu queria agradecer a oportunidade de falar. Eu queria dizer na sua fala anterior que eu entrei na época com uma solicitação, ao prefeito da época, que premiasse uma farmácia, uma ou duas para ficar aberta aos finais de semana e nos dias santos. Foi aprovado só que nunca aconteceu. Sempre foi essa pendenga, chega, a pessoa é consultada e não tem onde comprar o remédio. Segunda coisa, acho interessante que quando você vai cutucar o caboco dá o coice, nem cutuquei. Quer dizer, o secretário só está atendendo está reinvindicação dos trabalhadores em saúde porque eu cutuquei, senão nem ia mexer, ele antecedeu a minha palavra aqui porque ele soube. E se ele não soubesse não teria feito. Ora, senhor, esse dinheiro não é da prefeitura. Esse dinheiro é do Ministério da Saúde que era para premiar, gratificar, nem é pagamento, é gratificar quem está na linha de frente, está expondo a vida dele. Agora ele acordou. Muito obrigado. Ver. Hélio Policial – Senhor Vereador Dr. José Dias, gostaria de dizer para o senhor que a mesma cutucada que o senhor deu no secretário, eu e o Nobre Vereador Pedro Dias Pereira, também estivemos lá, cutucamos o secretário e na ocasião cutucamos o vice-prefeito. Se recorda, não é Pedro Dias Pereira a respeito dessa situação? Então, o senhor não esteve sozinho nessa caminhada. E colocar uma situação, Senhor Presidente, mais uma vez não me entenda como contraditório as minhas informações. Eu gostaria de dizer ao Colega Marquinhos Moreira que o artigo 25, parágrafo 2º da Lei Orgânica do Município, permite o Senhor Vereador, fazer como eu e o Vereador Pedrinho Cabeleireiro, vamos in loco, vamos avançar. Não espera, não. Vai pra cima. É uma sugestão do colega aqui desta Casa de Leis. Não vamos aguardar, não. Porque se eles enrolarem vamos lá pessoalmente e vamos ter acesso a qualquer documento. E qualquer pessoa, qualquer servidor – o senhor vai ter o aparte – vou só concluir aqui. O senhor pode ocupar o seu lugar, qualquer pessoa que tentar impedir o seu trabalho vai incorrer um crime de responsabilidade. Fica a vontade para falar. APARTEVer. Marquinhos Moreira – Muito obrigado, Nobre Vereador, mas eu gostaria que a gente fosse atendido aqui nesta Casa de Leis porque fica mais fácil da gente fazer o nosso trabalho. Porque a gente chega lá no setor, os funcionários estão lá e tem muitos livros, muitos processos para gente estar habituando naquela situação. Então, se nós, Senhor Presidente, formos atendidos aqui dentro desta Casa de Leis – como o senhor mesmo sabe – fica muito mais fácil nós fazermos o nosso trabalho. Muito obrigado pelo tempo.  Ver. Hélio Policial – Entendido, Nobre Vereador, todavia, eu estou passando para o senhor uma das prerrogativas nossa da Lei Orgânica. Teve outra situação que o senhor falou do posto de saúde do Distrito da Pontinha do Cocho, estive lá também in loco analisando a situação, o Vereador Pedrinho Cabeleireiro também esteve, e eu não entendi, parece que uma hora o senhor disse que tinha atendimento e outra hora disse que não tinha. Se o senhor quiser pegar aparte também e dizer o que o senhor viu lá. Tem ou não tem? Porque no dia que eu estive lá parece que está tendo atendimento de um dia, as gravações estão aí e parece que o senhor disse que não tinha atendimento. APARTEVer. Marquinhos Moreira – Muito obrigado pelo tempo cedido. O senhor secretário, passou para nós que a partir do dia primeiro de abril agora, estaria tendo atendimento duas vezes por semana, tanto médico quanto odontológico. E já faz duas semanas que não está tendo nem atendimento médico e nem odontológico, nenhum tipo de atendimento. As pessoas que chegam lá estão sendo encaminhadas aqui para o centro da cidade, para o nosso posto. Então, foi isso que passei lá. Ver. Hélio Policial – Então, não está tendo atendimento no Distrito da Pontinha do Cocho, nas últimas duas semanas, é isso? Ver. Marquinhos Moreira – Nas últimas duas semanas, Nobre Vereador, não está tendo atendimento nenhum. Ver. Hélio Policial – Entendido, vamos providenciar esse atendimento, deixo aqui uma nota de repúdio ao secretário, prefeito que tome providências imediatamente. Porque é inadmissível uma situação dessas, isto é, deixar um povoado daqueles, um povo que faz parte da nossa gente, deixar abandonado sem as primeiras necessidades que é a saúde básica. Parabéns, Nobre Vereador. Eu gostaria também de dizer, dando continuidade, ouvimos algumas críticas e vamos colocar algumas situações que foram feitos os trabalhos do colega secretário de saúde, foi fechado, ratificando ali o que o Colega Pedro Dias Pereira disse e o nosso presidente disse, foi fechado o processo licitatório com aquisição de diversos medicamentos na farmácia básica, dentre eles, a azitromicina, ivermectina e as vitaminas C e D já, em breve, vão estar disponíveis em nossa farmácia básica. Então, fica aqui os nossos parabéns ao secretário de saúde. Eu gostaria de dizer que também foi feita a contratação de um médico que, já no final de semana, vai fazer atendimento contra a Covid-19 no posto de saúde central, Senhor Presidente – não sei se o senhor tem conhecimento disso – já foi feita a contratação desse médico e este parlamentar consultou pessoalmente ao prefeito do município e ao secretário de saúde para que contrate, urgentemente, um médico para complementar aqueles atendimentos, Vereador Marquinhos Moreira – que até então eu tinha conhecimento que ia uma vez por semana – complementar em três vezes na semana e mais um dia fazer atendimento na Delegacia de Polícia Civil para os presos, eles são presos, mas antes de serem presos são seres humanos como nós, tem sentimentos como todos nós. Então, eu falei pessoalmente com o prefeito e o secretário e eles deram a palavra que vão contratar outro médico, talvez, possa ser utilizado esse médico que vai fazer plantão no final de semana, quando ele tiver na folga fazer essa escala, então, graças a Deus parece que estão alinhando. O secretário de saúde também oficiou ao Butantan, Senhor Presidente, solicitando a doação de doses de vacina contra a gripe e parece que já foi deferido oito mil doses de vacina contra a gripe aqui para Camapuã-MS. Então, a gente tem uma tranquilidade no trabalho que o colega está fazendo, claro, tudo em respeito daquela condição que eu disse para os senhores no decurso do tempo, temos que ter uma certa cautela, pois se eu colocar cinquenta cirurgias para o Dr. José Dias fazer eu vou ter que dar um tempo para ele fazer. E é assim com todos nós em nossas atividades, não podemos atropelar, vamos ter uma certa cautela e vamos ver o resultado. Se não tiver, nós temos mecanismos, ferramentas aqui bastantes para atuar em melhoria do nosso povo. Senhor Presidente, eu gostaria de dizer para o senhor que, de forma espontânea, recebi uma ligação, fiquei bastante feliz, recebi uma ligação do assessor do Deputado Estadual Capitão Contar direcionando uma emenda aqui para Camapuã-MS em no nosso nome no valor de cem mil reais (R$ 100.000,00) que vai ser. Eu já falei com o prefeito, com o pessoal do convênio, ele vai ser destinado integralmente à Saúde, Dr. José Dias, que nesse momento nós não podemos ter comportamento de tentar (…) voltando a palavra aqui, um momento delicado onde as famílias estão sofrendo a perda dos seus entes queridos. Então, clamo a todos os colegas aqui para que vamos em busca de recursos para melhorar a qualidade da saúde e vamos trabalhar e jamais tentar desmantelar o secretariado do homem que está aí.  E também estive falando com o assessor do Deputado Estadual Loester Trutis – já falei em ocasião anterior – e ele é colega da gente, policial militar, e falou já pessoalmente com o deputado federal e, também, vai enviar emendas em nosso nome. E eu, também, destinarei todo esse valor de forma integral à nossa saúde. Não preciso estar repetindo porque estou enviando esse valor de forma integral a saúde. Então, Senhor Presidente, aqui ficam as nossas considerações. Sempre converso com algum colega, algum colega fala: às vezes a sua fala parece que é agressiva. Eu não sou agressivo, sou tranquilo na forma de falar e, às vezes, a gente fala de alguma formar e alguém interpreta de forma diferente. Aqui eu só fiz algumas colocações e, jamais, contraditar qualquer um dos colegas até porque a gente parte de uma lógica que cada um de nós tem as nossas ideias, temos os nossos conhecimentos e que juntos, certamente, seremos muito, mais fortes. Convido todos os colegas a trabalhar em prol da nossa saúde nesse momento extremamente difícil. Essas foram as minhas palavras, Senhor Presidente. Ver. Prof. Jean – Encaminhamos um ofício na data de oito de abril para o Sr. Marcelo Vinhas Monteiro, Diretor-Presidente da Energisa de Mato Grosso do Sul. Mediante o presente, solicitamos a Vossa Senhoria que realize a substituição do poste de madeira existente no final da Rua Antônio Inácio Barbosa, Vila Diamantina. no município de Camapuã-MS, por um poste de concreto em virtude do mal estado de conservação em que o mesmo se encontra, gerando risco aos moradores daquela localidade. Então, existe um poste nessa, no final dessa Rua Antônio Inácio Barbosa, é um poste que tem vários anos, é de madeira, então, ele está comprometendo ali, podendo causar riscos aos moradores. Então, a gente fez essa solicitação de ofício para que aconteça essa substituição por um poste de concreto. Entramos em contato com o Secretário Municipal de Saúde, Sr. André Luiz Ferreira Conceição para perguntar pra ele a respeito da campanha contra a Influenza, o H1N1. Então, essa campanha teve início no dia de ontem, doze de abril e os grupos prioritários são as crianças de seis meses, as menores de seis anos, as gestantes, mulheres no pós-parto, indígenas e profissionais da saúde. Então, a gente perguntou para o secretário a forma de informação, os meios de informações. E ele nos disse que é através das mídias sociais, o próprio site da prefeitura, o facebook. E disse também que será disponível, parece que um carro-som, um moto-som, para fazer essa divulgação. Acho muito importante. Então, parabenizar o secretário neste sentido, também, se atentando nessa questão da Influenza, do H1N1, que é de fundamental importância. Também, nos passou a informação que realizou uma solicitação ao Instituto Butantan para uma doação de oito mil doses da vacina influenza para essa campanha de dois mil e vinte e um para o município de Camapuã-MS. Igual o nobre vereador já havia relatado aqui também. Então, tomara que a gente, que o município de Camapuã-MS consiga receber essas doações que vai ser de fundamental importância para a imunização da população de Camapuã-MS. Então, deixar os parabéns ao Secretário André Luiz Ferreira Conceição nesse sentido. Só pontuando, Senhor Presidente, se o senhor puder trazer as informações para nós com relação ao ESF da Vila Izolina, salvo engano o nosso colega, o Vereador Ronnie Sandro, tinha feito uma indicação para a reabertura da Vila Izolina. Nós também fizemos um ofício, se não me engano em fevereiro, para solicitar as informações. Então, a gente acha que é de fundamental importância a reabertura da ESF da Vila Izolina, então, a gente gostaria de que o senhor levasse essa reivindicação ao nosso prefeito municipal. Presidente – Ver. Lellis Ferreira da Silva – Vamos tornar, fazer a solicitação, Excelentíssimo Vereador Prof. Jean, via ofício para ficar documentado a solicitação de todos nós vereadores. Vamos providenciar. Ver. Prof. Jean – Obrigado, Senhor Presidente. E fizemos uma indicação, fiz uma indicação encaminhada ao Excelentíssimo Senhor Prefeito Manoel Nery, com cópia ao Secretário de Infraestrutura e Serviços Públicos, Sr. Godofredo Rodrigues Pereira, que seja realizada a fixação de placas de proibido jogar lixo em terrenos públicos municipais, bem como placas informativas com relação a dengue, chikungunya e zika vírus, além da limpeza e manutenção desses terrenos. A justificativa, é: que a fixação de placas de alerta contra a dengue, chinkuguya e zika vírus, afixadas em locais planejados e estratégicos, ajudarão a conscientizar a sociedade camapuanense em tomar os devidos cuidados e precauções para coibir o aumento e o número de casos de doenças. No tocante às placas de proibido jogar lixo, auxiliarão e conscientizarão as pessoas a não sujar os terrenos públicos com materiais de qualquer natureza, orgânicos e inorgânico. Por fim, requisitar a devida atenção na parte de limpeza dos terrenos públicos espalhados por esse município, ou seja, evitando assim a poluição dos referidos locais, preservando a saúde dos nossos munícipes. Então, a gente está com essa indicação também para o nosso prefeito, ao nosso secretário de infraestrutura, então, a gente tem alguns terrenos públicos do município que a gente gostaria que tivesse esta manutenção e a fixação dessas placas que são de suma importância pra gente se proteger contra essa outra doença terrível transmitida por esse mosquito que é a dengue, o chinkunguya e o zika vírus. Essas, então, são as minhas colocações na noite de hoje. Agradeço a todos, principalmente, a população que nos assiste pelas mídias sociais, aos nossos seguidores. Professor Jean: por você e por Camapuã. Obrigado. Ver. Jerson Junior – Senhor Presidente, quatro indicações aqui hoje, inclusive, uma é mais uma voz que cobra, assim como os nobres vereadores que me antecederam, a respeito da gratificação aos servidores da saúde, conforme o Decreto nº 4.633, de 24/09/2020, assinado pelo o ex-prefeito, naquela ocasião o atual Prefeito Delano Huber, abrindo a possibilidade de fazer a gratificação para esses servidores. E de fato é uma demanda que é necessária ser cumprida, Nobre Vereador Dr. José Dias. Os profissionais que se encontram nas unidades de saúde do nosso município são os primeiros combatentes da Covid-19, são as primeiras pessoas que tem contato, o risco delas se contaminarem são altíssimos e senhor sabe muito bem disso, tanto é que, infelizmente, contraiu a doença duas vezes. Então, é uma demanda que, conforme o secretário de saúde nos informou agora no início da noite, via whatsapp, foi solucionado em relação aos agentes comunitários de saúde, mas ainda fica o meu questionamento em relação ao convênio que foi realizado entre a prefeitura de Camapuã – via secretaria de saúde com o hospital – autorizado por todos nós. Porque, salvo me engano a reunião que tivemos com Excelentíssimo Prefeito, esse convênio relativo ao combate Covid-19, era para que o hospital atendesse as pessoas suspeitas e contaminadas da Covid-19 para que essas pessoas, não tivesse a necessidade de ir até às unidades de saúde, ou seja, assim, evitando que os profissionais da unidade da saúde pudessem correr o risco maior de se contaminar, centralizando tudo no mesmo local. Só se eu entendi muito errado, mas esse era o intuito do convênio, nobre par. APARTEVer. Dr. José Dias – Realmente o que Vossa Excelência, está falando é uma pura verdade. Foi pactuado, foi sancionado, foi votado por essa Câmara uma verba destinada ao hospital para que ele fizesse o atendimento Covid-19. Foi isso que foi feito. Só que já vai fazer um mês que não tem nada. De funcionário que tem, só tem o cedido pelo secretário de saúde para dar atendimento. Cadê o médico que tinha que está lá todos os dias? Não tem. Médico final de semana não resolve. Foi retirado uma postulação minha. Ou seria no posto de saúde, ou séria no hospital. E acharam melhor ser no hospital só que não funciona nenhum e nem outro. E o dinheiro tá onde? [3]Muito obrigado. Ver. Jerson Junior – Então, fica aqui as minhas cobranças, Senhor Presidente, em relação a está situação. Falei para o Excelentíssimo Secretário sobre está demanda, a câmera aprovou, a prefeitura regulamentou. Então, de fato se for para o município, o executivo municipal se de funcionário da saúde, para prestar serviço no hospital. Eu não sou contra, mas cancela o convênio. Ai o dinheiro que vai ser utilizado pra repassar o hospital, vai ser para arcar com as despesas, daqueles profissionais que vão prestar, da prefeitura que vão prestar serviço no hospital. Esse é o meu posicionamento, não precisa ser feito algo. Com certeza a população não podem deixar de ser atendida, mas tem que ser feita de forma que foi combinado. Mas três indicações, direcionado ao Ilustríssimo Secretario de Infraestrutura, cobrando a ampliação de iluminação pública na Rua Beotino Ferreira de Lima, entre a quadra da Rua Candido Severino e a Alcidro Francisco de Medeira, na Vila Isolina. A noite quem circula, por ali, sabe quem tem um trecho que é bem escuro, pessoas já quase foram atropeladas ali acidentalmente, por causa dessa situação. É uma demanda para o nosso Secretário verificar essa possibilidade. Outra demanda, a ampliação de iluminação pública na Rua Conde Pratés, é na quadra pós a Rua Dr. Arnaldo Estevão de Figueiredo, ali na lateral do estágio Carecão, também, é uma região que está ficando escura. A última indicação para o Secretario de Infraestrutura, é a ampliação de iluminação na Rua das Violetas entre a Rua das Flores e a Rua Jerônimo Alves Ferreira, ali no residencial Dona Leonice, também, aquela quadra ali, passei hoje a tarde, verifiquei, e realmente tem uma quadra inteira só tem um poste com iluminação pública, ali tem que ser toma alguma providência. Fica aqui o meu, também assim, como o Nobre Vereador Hélio Policial falou a respeito da associação comercial. Os comerciantes estão pedindo, o nosso a poio, em relação ao feriado de tira dentes, que é quarta-feira da semana que vem, realmente o comerciante teve um desgaste financeiro, perdeu dinheiro nestes dias que antecederam, ficaram fechados. Então, eles estão pedindo apoio e pode contar com o apoio deste vereador, para que o prefeito de repente tome alguma alternativa, através de decreto para impedir que quarta-feira seja um dia fechado, vamos dizer assim, para que o começo possa funcionar normalmente. Também, recebemos hoje a ligação da assessoria do nosso Senador Nelsinho Trad, falando que em contato com o DNIT, que o DNIT se comprometeu nos próximos dias está em caminhando uma equipe pra Camapuã-MS, para verificar a situação na Rua Pedro Celestino entre a Rua Campo Grande e a Rua Cuiabá. Também, ouvi hoje a tarde uma reclamação de um produtor rural, ali da região que pega estrada do lado, do antigo postinho do Mané torto, que vai para a região do Ribeirão Claro, disse que nos primeiros dez quilômetro está complicado, provavelmente a próxima semana os caminhões não conseguem passar, porque é um trecho arenoso, e com essa estiagem as terras vão começando a tumultuar, aglomerar no meio da pista e vai ficar difícil o transporte, Vereador Dr. José Dias, dos bovinos daquela região. Então, eu ouvi essa reclamação, agora a tarde, fica aqui Senhor Presidente, a minha indicação verbal para que o Secretário de Infraestrutura, veja pelo menos a possibilidade desse trecho ser realizado a manutenção. Também, quero agradecer ao Senhor Secretario de Infraestrutura, nós fizemos uma solicitação semana passada, ali para a Rua São Gabriel no Bairro Alto, sobre a questão do patrolamento, da limpeza, do acero, ali nas beiras das estradas, das ruas, foi realizado, fica aqui os nossos agradecimentos da população, daquele bairro, das ruas que foram atendidas, pessoal ficaram satisfeito. Passei ali agora atarde também, pra verificar o serviço o pessoal está contente na realização do mesmo. E por último, deixar aqui os nossos agradecimentos ao Prefeito através do Secretário da saúde, hoje nós recebemos a visita dos técnicos do Hemosul de Campo Grande-MS. Ao que eu quero fazer uma vistoria ao ESF central. Então, ficou decidido e definido que, no dia vinte e oito, e vinte e nove de abril, o Hemosul estará em Camapuã-MS, para realizar a coleta de sangue. Então, faremos aí, claro com o apoio da Prefeitura de Camapuã-MS, por um pedido nosso, já a algum tempo. Será feita a campanha de doação de sangue. Já me comprometi a ser o primeiro doador do dia, porque acho que só sabe a importância do sangue, do próximo né doutor, quem recebe. Então, é uma campanha de extrema importância, isso é uma política pública para o nosso município, e com certeza trará benefícios, principalmente para aqueles camapuaneses que no futuro precisarem de um sangue. Ver. Dr. José Dias – Quanto a coleta de sangue, em mandato anterior eu fiz uma solicitação, foi aprovada na época, e foi acertado com a hemosul que iria transferir uma geladeira para cá, e a coleta de sangue seria feita aqui, e a prefeitura encarregava de levar esse sangue. Só que na verdade isso nunca aconteceu, ficou sacramentado dentro da época e nunca aconteceu. Muito obrigado. Ver. Jerson Junior – Senhor Presidente, cinco minutos para a liderança do progressista. Então, eu quero agradecer ao Senhor Secretário André Luiz, pelo atendimento a nossa solicitação, venho uma conversa desde o início do nosso mandato. Eu sou doador de sangue a mais de dez anos, é um momento intimo nosso de satisfação doutor, em poder ajudar, saber que o nosso sangue estará ajudando outras pessoas. Então, fica os nossos agradecimentos, por essa parceria, e repito isso é política pública, fica de lado as questões partidárias, o que colocamos aqui em jogo é política pública, e o benefício da nossa população. Então dia vinte e nove, e trinta de abril, doação de sangue campanha. A prefeitura estará, nos próximos dias fazendo a divulgação, quem pode doar, quem não pode, como será o procedimento, na questão do atendimento até por causa do impedimento de aglomeração, mas será feito no ESF central. Então, fica aqui os meus agradecimentos, tenham todos uma boa noite, e fica o pedido aos Nobres Pares, que puderem doar sangue, que tiverem condições, que tiverem apitos, vamos compartilhar deste momento. Já fiz o convite para o Prefeito, para o Vice, para o Secretario, para todos os Secretário que tiverem condições, população camapuanense. Doar sangue salva vidas. Muito obrigado.  Ver. Dr. José Dias – Senhores, eu queria justificar a minha ausência na sessão anterior. Porque estava cometido pelo covid-19 pela a segunda vez. Desta forma ressalto a importância da vacinação, pois graças a ela não tive sintomas grave, e nem ouve necessidade de internação como da primeira vez. Quero parabenizar o Secretário de saúde, bem como todos os profissionais envolvido na imunização, acompanho o trabalho que vem sendo feito com muita eficiência e agilidade. Porque lugar de vacina é no braço e não na geladeira. Saliento a todos que só estaremos imunizados, em média trinta dias após a segunda dose, exceto a vacina Oxford que previamente será aplicada no Brasil que precisa apenas de uma dose. É importante lembrar que os imunizados, pode sim transmitir, pode carregar o vírus, ele não fica doente, mas se ele tiver portando o vírus ele pode passar para terceiros. Por isso enfatiza as necessidades de adoção de medidas de biossegurança, por todos imunizados ou não imunizados. No tocante ao hospital senhores, que no final do mês de marços eu recebi um repasse do município, para montar equipe de atendimento dos suspeitos, e a cometidos pelo covid-19. Porém, até a presente data nada foi criado, temos apenas os nossos servidores que estão trabalhando lá. Final de semana senhores, tem um médico de plantão. Mas e a semana? É uma promiscuidade na saúde. O mesmo médico atendendo urgência e emergência, a mesma equipe atendendo urgência e emergência, e atendendo covid. É hora de nos cobrar essa situação. A saúde dos camapuanenses está em jogo, pedindo clemência. Quantas vidas serão perdidas neste marasmo, até a criação de tal equipe de atendimento aos suspeitos ou portador do coronavírus. Por fim, peço a todos muita atenção quantas as medidas de biossegurança, que não é exclusiva do poder público, mas de cada cidadão. Senhores, o segredo da saúde não está em lamentar o passado, não se preocupar com o futuro, nem se adiantar aos problemas, mas viver sabiamente o presente. Na saúde é melhor prevenir do que remediar. Que o eterno, bendito seja, nos propicie e nos dê sabedoria, amém. Muito obrigado. Ver. Lellis Ferreira da Silva – Vim aqui neste momento falar, a todos Senhores Vereadores, que concordo com a fala de cada um de Vossas Excelências, com respeito aos pontos positivos e, aos pontos negativo, também sabemos que tem várias coisas a serem melhoradas no nosso município. Nossa população, ela merece, ela merece no futuro coisas melhores, área de infraestrutura, área de educação, de assistência social. Mas vamos juntar as nossas forças, sabemos que temos agora o momento propício, pois já tem pré-eleição para o ano que vem, os deputados já estão mandando, encaminhando as emendas parlamentares. E agora, é hora de correr atrás de um deputado estadual, federal, um senador, para poder a gente, o município receber recursos na esfera, estadual e federal, para atender a nossa população. Venho aqui neste momento falar de uma situação, falar para toda a população e, para todos os senhores vereadores, que está me tirando o sono, a respeito do atendimento do nosso hospital municipal, foi muito bendito aqui, pelos Excelentíssimos Vereadores Jerson Junior, Dr. José Dias, com respeito ao tratamento para o combate das pessoas que estão contaminadas com o vírus. Essa casa de leis, esse parlamento já aprovou vários convenio para atender a nossa população de hospital. E diante este fato, esse vereador já na sexta-feira passada pediu para nossa secretaria que formaliza-se um oficio onde solicitamos ao Presidente do hospital algumas informações, informações essa de quais providencias, que já foram tomadas e, as que vão ser tomadas para o tratamentos das pessoas que estão contaminados com o vírus. Bem como, também queremos saber, se já foi adquirido ou está sendo adquiridos equipamentos para o tratamento da saúde das pessoas. Isso, eu falo porque nos, na condição de representante da nossa população, não podemos ficar de braços cruzados diante tantas fatalidades que já aconteceu aqui no nosso município, onde perdemos familiares, aonde perdemos vítimas para este vírus. E tem que ser tomado providencias sim, a nossa população e todos nós precisamos de um atendimento de qualidade para a nossa população, sabemos que é recurso público que está sendo aplicado ali dentro. Não é questão do fato do município do Poder Executivo colocar lá, um, dois, três servidores que no meu ponto de vista vai resolver o problema, ali na verdade principalmente tem que ter gestão, aplicação do recurso público de forma correta, contabilizando assim seus custos, suas receitas, suas despesas, principalmente, a população ter ali, atendida com medicamento, chegou até mim também uma coisa que me deixa triste, as pessoas vai lá fazer um rastreamento lá pra saber do vírus, se estão contaminada ou não, ali de fora não tem nenhum bebedor de agua, as pessoas fica ali uma, duas horas ali naquele local que instalaram em frente do hospital, e não tem nenhum bebedor de agua, isso é uma coisa que as pessoas já vai ao hospital, se a gente vai no hospital meus amigos é já porque não estamos bem de saúde, ninguém vai lá no hospital para sentar e ficar conversando, é uma falta de respeito, um simples detalhe, um simples detalhe que tem que ser observado, e igual falei à você, o hospital tem que dar o atendimento à nossa população, tem que dar o atendimento porque a nossa Casa de Leis aqui nos dois últimos anos excelentíssimo presidente, nós somos grandes parceiros do hospital, em um ano a gente devolveu setenta mil reais(R$ 70.000,00), no final do ano. E no outro ano a gente devolveu oitenta mil reais (R$ 80.000,00), quer dizer que o recurso que está lá no hospital foi pago o 13°, saiu daqui, saiu daqui deste parlamento aqui. E mais que justo, agora é hora deles darem o retorno a nossa população fazendo um atendimento de qualidade e evitando assim que no futuro a gente pode, evitando assim futura perda de amigos e entes queridos, a nossa população não aguenta, sabemos que tem várias famílias contaminadas, várias famílias, não tem uma, duas famílias não, são várias famílias contaminadas, e queremos um amparo, um amparo para combater, o tratamento dessas pessoas, que realmente precisa nessa hora tão delicada onde o nosso SUS não funciona, fazemos essa cobrança sim, e fizemos com regime de urgência, porque a vida, a vida não espera, a vida se não for tratada no momento certo, na hora certa passa da hora, e se, passar da hora meus amigos, ai não tem jeito, aí é só Deus mesmo para ter misericórdia. É isso, minha preocupação com essa situação do Covid-19, e o nosso hospital tem que dar a resposta sim para a nossa população, bem como nosso Prefeito Municipal também tem que fazer duras cobranças também, de maneira que, nosso secretário de saúde também para um sério atendimento para nossa população no hospital. E algumas coisas que chegou em mim também, neste Vereador aqui, um amigo meu que mora em Chapadão do Sul-MS, ele veio visitar, veio atender a família dele, que estava precisando do auxilio dele aqui também nesse final de semana, e foi na academia ar livre, ficou muito triste, ficou muito triste pela situação que se encontra a academia ao ar livre, suja, cheia de matagal, hoje eu passei dando uma olhada, parece que já cortaram um pouco, mas mesmo assim, aquela próxima á Rua Bonfim, tem que ser feita a limpeza melhor ainda, tem muito mato, tem que ser, dar um, principalmente, ali na Rua Bonfim, aonde eu acredito que é o ponto principal da população estar tramitando, fazendo suas caminhadas ali, todos os dias ali, para manter sua saúde física. Ouvi atentamente a palavra do excelentíssimo Vereador Pedrinho e Ronnie Sandro aonde faz tempo excelentíssimo vereadores, é uma cobrança nossa, com respeito á paralelepípedos da Rua Joaquim Capestana e da Rua Gláucio Pereira do Vale. Hoje passei na Rua Capestana, os meninos estão com a pedra lá, mais estão faltando material, para fazer o meio fio, e até para poder ser colocado as pedras para poder fazer os paralelepípedos, e na Rua Joaquim, Na Rua Gláucio Pereira do Vale, ali na verdade tem aquela parte de baixo, que é do Paulo do Pastel, Sr. Zé Bizorro. Só que a Gláucio Pereira do Valle, ela vai terminar lá no Bairro Alto ainda, é uma rua muito extensa, e ali tem que ter um cuidado, um olhar diferente pela nossa administração pública, porque realmente é uma rua que precisa de manutenção, naquela parte de cima lá do Bairro Alto, ali seria interessante, penso eu até um asfalto, para aqueles moradores ali, porque a parte baixo, e um terreno mais complicado um pouco, mas naquela parte de cima lá, acredito que até um asfalto ali será de bom agrado para a população. Faço essas cobranças porque nosso poder executivo tem que atender nossa população e fazer o melhor, e deixar o caminho bom para todos os moradores com direitos de ir e vir. É isso, estas foram minhas palavras, deixo aqui a minha indignação com respeito atual situação que está o nosso município vivendo com esse Covid-19, principalmente, nas famílias que estão isoladas, chegou a mim também outro detalhe, que estas pessoas que estão isoladas tem pouco atendimento popular na nossa secretária de saúde também, aonde através de seus agentes de saúde, através da equipe da secretária de saúde, eles tem que dar um olhar para estas pessoas que estão naquela fase que não tem um familiar para atender no seu dia a dia, e neste caso uma ajuda dos servidores da secretaria de saúde é de bom contento, de bom grado, de boa serventia para a população que precisa neste momento tão difícil. Estas foram minhas palavras, muito obrigado. Presidente interino – Vereador Ronnie Sandro Convido a Vossa Excelência Vereador Lellis que tome o acento nesta mesa. Presidente – Ver. Lellis Ferreira da Silva – encerrado o Grande Expediente. Passamos agora a Ordem do Dia. – 1º Secretário – Ver. Pedrinho Cabeleireiro – ORDEM DO DIA PARA SESSÃO ORDINÁRIA DE 13 DE ABRIL DE 2021. 1º – Veto Total ao Projeto de Lei nº. 03, de 22 de fevereiro de 2021, de autoria do Ver. Jerson Junior, juntamente com Parecer das Comissões; 2º – Quatro Indicações de autoria do Vereador Jerson Junior, endereçadas a várias autoridades, fazendo pedido de providências; 3º – Quatro Indicações de autoria dos Vereadores Hélio Policial e Pedrinho Cabeleireiro, endereçada a várias autoridades, fazendo pedido de providências; 4º – Uma Indicação de autoria do Vereador Prof. Jean, endereçada a várias autoridades, fazendo pedido de providências; 5º – Uma Indicação de autoria do Vereador Ronnie Sandro, endereçada a várias autoridades, fazendo pedido de providências; 6º – Uma Indicação de autoria do Vereador Marquinho Moreira, endereçada a várias autoridades, fazendo pedido de providências.    Plenário das Deliberações, Ver. Deusdete Ferreira Paes, 13 de abril de 2.021. Em seguida, o Presidente colocou em discussão a Ordem do Dia. Não havendo altercação, foi à votação com aprovação unânime dos Senhores Vereadores. 1º Secretário – Ver. Pedrinho Cabeleireiro – PARECER DA COMISSÃO DE LEGISLAÇÃO, JUSTIÇA E REDAÇÃO FINAL – CLJRF. I – DO OBJETO: Veto Total ao Projeto de Lei nº 03, de 22 de fevereiro de 2021, de autoria do Vereador Jerson Júnior. II – DO RELATOR: Vereador Prof. Jean. III – DO RELATÓRIO: Trata-se de análise do Veto Total ao Projeto de Lei nº 03, de 22 de fevereiro de 2021, de autoria do Vereador Jerson Júnior, apresentado pelo Prefeito Municipal de Camapuã, nos termos do artigo 42, §1º, da Lei Orgânica Municipal. Quanto à tempestividade do veto, esta restou devidamente demonstrada na medida em que, tendo a Lei Orgânica Municipal estabelecido, conforme a Constituição Federal, que o poder de veto do Chefe do Poder Executivo poderá ser exercido no prazo de quinze dias úteis, é certo que as quarenta e oito horas para a comunicação dos motivos tem por termo inicial o término daquele prazo inicialmente estabelecido. Em sendo assim, o prazo inicialmente estabelecido para que o Prefeito Municipal exercesse o poder de veto se findaria somente em 05/04/2021, então, o prazo de comunicação do veto se escoaria somente em 07/04/2021, ou seja, a comunicação realizada em 19/03/2021 observou o prazo legal. Além do mais, o próprio expediente da Câmara Municipal de Vereadores, que se encerra às 13:00 horas, impediu que a Comunicação do Veto fosse realizada ainda no dia 18/03/2021. No que se refere ao mérito, entendemos que o Veto apresentado é revestido de legalidade, na medida em que o Projeto de Lei realmente possui vício de iniciativa, o que compromete o seu prosseguimento, já que extrapola os limites de atuação do vereador para incursionar-se em seara do Executivo, na medida em que interfere diretamente na organização administrativa, ampliando funções do Poder Executivo, através de suas Secretarias, criando atribuições e competências novas, o que é de competência exclusiva do Prefeito Municipal, nos termos do artigo 69, inciso XXVII, da Lei Orgânica Municipal. Além do mais, a aprovação do Projeto de Lei tal como fora proposto, viola o artigo 105, inciso I, da Lei Orgânica Municipal, já que o mesmo veda o início de programas e projetos não incluídos na lei orçamentária anual. É o relatório. IV – DO VOTO DO RELATOR: Diante do exposto, o Relator da Comissão de Legislação, Justiça, e Redação Final – CLJRF, é favorável à manutenção do veto total ao Projeto de Lei nº 03, de 22 de fevereiro de 2021. Ver. Prof. Jean, Relator da Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final. V – DA CONCLUSÃO DA COMISSÃO: O Vereador Membro desta comissão acompanha o voto do Relator e também é favorável à manutenção do veto total ao Projeto de Lei nº 03, de 22 de fevereiro de 2021. Ver. Ronnie Sandro – Membro da Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final.      VI – DA APROVAÇÃO: A Comissão, por unanimidade, aprova a tramitação do veto total ao Projeto de Lei nº 03, de 22 de fevereiro de 2021 e, no mérito, concorda com a sua manutenção, em 13 de abril de 2021. Ver. Hélio Policial, Presidente da Comissão de Legislação, Justiça e Redação Final. Em seguida, o Presidente colocou em discussão o Parecer referente ao Veto Total ao Projeto de Lei nº 03, de 22 de fevereiro de 2021. Não havendo altercação, foi à votação com aprovação unânime dos Senhores Vereadores. 1º Secretário – Ver. Pedrinho CabeleireiroOF. GAB Nº 029/2021. Camapuã, 16 de março de 2021. VETO TOTAL AO PROJETO DE LEI Nº 03 DE 22 DE FEVEREIRO DE 2021. Senhor Presidente, Comunico a Vossa Excelência que nos termos do art. 69, VII, combinado com o § 1º do art. 42 da Lei Orgânica do Município, decidi VETAR TOTALMENTE o Projeto de Lei nº 003, de 22 de fevereiro de 2021, de autoria do Nobre Vereador Jerson Júnior, por sua inconstitucionalidade. RAZÕES DO VETO: São da competência privativa do Prefeito Municipal, planejar, organizar e dirigir obras e serviços locais, conforme consubstancia o inciso XXVII do art. 69 da Lei Orgânica Municipal. E diante de tal competência, foi aprovado o Projeto de Lei nº 03 de 22 de fevereiro de 2021, de autoria do Nobre Vereador Jerson Junior, que Cria o Projeto Pomar Comunitário em áreas públicas do Município de Camapuã, e dá outras providências. Portanto, a Criação do Projeto Pomar Comunitário em áreas públicas do Município de Camapuã, cria despesas com a execução desta Lei, Artigo 8º, sendo que é competência do Município de Camapuã-MS. Além do mais são vedados constitucionalmente o início de programas ou projetos não incluídos na lei orçamentária anual, na forma do que se contém no art. 105, I da Lei Orgânica do Município. Senhor Presidente estas são as razões do VETO TOTAL ao projeto em causa, as quais submeto à elevada apreciação dessa Casa Legislativa.   Camapuã-MS, 16 de março de 2021. MANOEL EUGÊNIO NERY, Prefeito Municipal. Em seguida, o Presidente colocou em discussão o Veto Total ao Projeto de Lei nº 03, de 22 de fevereiro de 2021. Não havendo altercação, foi à votação com aprovação unânime dos Senhores Vereadores. EXPLICAÇÕES PESSOAISHélio Policial – Senhor Presidente, somo às palavras de Vossa Excelência, do Vereador Jerson Junior e do Vereador Dr. José Dias a fim de regressar aqui e dizer o seguinte: que difícil experimentar uma situação de desvantagem, pois apresentou-se para mim uma situação negra em relação ao hospital. Eu fiquei extremamente preocupado com essa situação. A tribuna livre, Senhor Presidente, seria um espaço democrático para o cidadão vir aqui e se defender. Assim, partindo de uma lógica jurídica do contraditório e da ampla defesa eu sugiro ao Excelentíssimo Senhor Presidente Lellis Ferreira da Silva que convide o presidente do hospital para vir a esta tribuna prestar as informações, esclarecer tudo isso que foi colocado porque, honestamente, me deu medo. Me deu medo porque parece que as palavras foram colocadas de uma forma que não está sendo feito o uso adequado do dinheiro público, não está sendo contratado servidores para aquela unidade de saúde. Então, ficam aqui as minhas solicitações, Senhor Presidente. Presidente – Ver. Lellis Ferreira da Silva – Será feito o convite, Excelentíssimo Vereador Hélio Policial. Ver. Dr. José Dias – Eu quero dizer que já tenho cerca de quarenta anos de medicina, mas antes disso eu fui militar. Quando eu disse que cutucar o cavalo dá coice – na realidade eu sou oficial de artilharia e não de cavalaria – e, antigamente, tinha cavalaria montada e cavalaria motorizada e, hoje, eu não sei porque estou fora muito tempo. Porém, na verdade quando você vai chegar a carreata próximo ao cavalo ele dá coice. Ora, é um sinal de não chega aqui. E quando eu disse, solicitei que seja privilegiado, isto é, não é privilegiado, seja dada essa gratificação a cada funcionário que trabalha na saúde, principalmente, aquele da área de frente, o secretário correu. Mas porque ele não fez isso antes se, desde janeiro o dinheiro está lá, já está legalizado? Só não repassa. Por quê? Segunda coisa quanto ao hospital: o dinheiro está lá, a promiscuidade continua desde o primeiro dia nesta Casa, nesta tribuna, eu falei que não havia equipe. Cadê a equipe? Na certeza, não estão querendo pagar o médico. Se não pagar o médico como é que vai acontecer? Não vai ter equipe nunca. Eu acho que está justo convidar o nosso presidente do hospital para que venha dar justificativa do porquê não há equipe. Meu muito obrigado. Ver. Marquinho Moreira – As minhas considerações finais, hoje, será uma cobrança para o nosso Prefeito Manoel Nery. A gente está vendo que está tendo uma obra, uma vila ali, uma vila cá. E estamos contentes com isso e parabenizo o prefeito. Só que na Vila Industrial a gente está sabendo que há obras no valor de mais de meio milhão de reais para ser feito naquela vila na rua Espírito Santo e adjacências. Então, Senhor Prefeito Manoel Nery, eu, Vereador Marquinho Moreira, peço ao senhor que tome atitude quanto à empresa que ganhou a licitação dessa obra, que o senhor pegue e notifique essa empresa, que chame, que pegue o telefone, que ligue para o dono dessa empresa e faça eles virem e fazer a obra porque o pessoal da Vila Industrial não pode ser o último aqui da cidade de Camapuã. Estão fazendo obra, vila lá, vila cá e a gente ficar feliz porque estão fazendo obras ali, mas os moradores da Vila Industrial também precisam de obras e lá já foi feito, já foi feito na gestão passada. É só o senhor pegar, intimar o dono dessa empresa, o senhor tem a caneta na mão, é o senhor quem manda, é só ligar e mandar vir fazer a obra e se não pode fazer que notifique eles e passe para a segunda empresa que ganhou a licitação. Foram estas as minhas palavras, Senhor Presidente. Ver. Pedrinho Cabeleireiro – Eu estou vindo aqui nesta tribuna, até como falei no Grande Expediente que estive andando com o Vereador Hélio Policial no sábado, e constatamos sobre a questão do campo da Vila Industrial, estava uma capoeira, um matagal excomungado. E eu, juntamente com o Vereador Hélio Policial, in loco, não fizemos nem indicação, já fomos direto lá, fizemos uma visita e cobramos a limpeza. E a limpeza foi solucionada. E quero desde já agradecer. Porque é justo, vereador, a gente vir aqui nesta tribuna e agradecer quando atendido a solicitação do nosso povo. Então, esperamos que a limpeza continue em toda a nossa cidade e que a gente viu no início do mandato, Senhor Presidente, a limpeza começou a todo vapor. E a gente não está vendo todo esse movimento nesse sentido. Então, esperamos que resolva, pois eu não sei se mandaram alguns funcionários embora, mas estou vendo que algumas vilas estão deixando a desejar pelo nosso secretário de infraestrutura. Porém, desde já quero agradecer a nossa Secretária de Educação Profª Selma Ramires, isto é, eu e o Vereador Hélio Policial. Presidente – Ver. Lellis Ferreira da Silva – Neste momento eu quero deixar aqui os meus sentimentos aos familiares da Dona Ivanir Mariano de Oliveira. Ela, uma pessoa conhecida em nosso município, membro da Família Canaman, mãe dos meus amigos Mariano e Luciran, Lindomar, Léo, Cláudio, Leidy, Leila e mais uns meninos. E nesse momento a gente, talvez, não tem palavra pra dizer aos familiares, mas a única coisa que pedimos a Deus é que conforte o coração de cada um deles. Ela foi uma mãe muito guerreira onde cuidou de seus filhos com muita luta e com muita determinação. Eu falo isso porque são, praticamente, vizinhos da minha mãe e eu pude acompanhar toda a trajetória daqueles meninos jogadores de bola ali no dia a dia em nossa época de escola. Eu deixo aqui os meus sentimentos à família da Dona Ivanir em razão do seu falecimento, pessoa essa tão querida e que foi servidora pública em nosso município, principalmente, na secretaria de saúde nos serviços gerais, era merendeira, enfim, teve seus serviços prestados ao nosso município. E pedimos também a Deus que nos guie, principalmente, os nossos médicos para o tratamento das pessoas que estão internadas principalmente em nosso hospital, pois temos várias famílias que estão isoladas e pedimos que Deus e Nossa Senhora Aparecida proteja e os livre da necessidade de uma entubação ou coisa pior, pois são coisas muito delicadas e assustadoras que amedronta todos nós vereadores. Em seguida, o presidente procedeu aos agradecimentos finais e declarou encerrada a sessão às 21 horas. Eu, Moisés Mancebo Manhães Júnior [4]lavrei a presente ATA[5] que, depois de lida e aprovada, será assinada pelos Membros da Mesa Diretora e pelos Senhores Vereadores.

            Ver. Lellis Ferreira da Silva                                 Ver. Ronnie Sandro                                   Presidente                                                                1º Vice-Presidente                                                 

Ver. Dr. José Dias                                                  Ver. Pedrinho Cabeleireiro

2º Vice-Presidente                                                   1º Secretário 

            Hélio Policial                                                          Ver. Ademar Laurindo

            2º Secretário

            Ver. Jerson Junior                                                  Ver. Marquinho Moreira

 

 

 

Ver. Prof. Jean


[1] Daniel Pereira Nunes – IEL.

[2] Vereador Pedrinho Cabeleireiro

 

[4] Agente Administrativo II.

[5] Tempo Total – 1:42:52.